51º Dia Mundial das Comunicações

0

No dia 28 de maio de 2017, é celebrado o dia Mundial das Comunicações Sociais, algo que vem se tornando cada vez mais importante em nosso cotidiano, pois sem comunicação não há como sabermos o que acontece em nosso torno, além de que comunicarmos é a maneira mais rica de crescermos e enriquecer nossa maneira de ver o que achamos sobre o que acontece na sociedade.

Em um mundo que hoje se divide as atenções entre guerras e violência, disputas de poderes e absurdos da vida em si, nosso querido Papa Francisco nos envia mensagens de como podemos lidar com as informações atuais e como não cair ás vezes em informações distorcidas, mentiras e exageros, ás vezes cometidos pela imprensa, afim de tornar algo banal importante e assuntos sérios passar por banalidades,a ponto de não serem divulgados em nossos meios de comunicação.

Trecho da Carta do Papa Francisco para o 51º Dia Mundial das Comunicações:

“Não tenhas medo, que Eu estou contigo” (Is 43, 5). Comunicar esperança e confiança, no nosso tempo.

Graças ao progresso tecnológico, o acesso aos meios de comunicação possibilita a muitas pessoas ter conhecimento quase instantâneo das notícias e divulgá-las de forma capilar. Estas notícias podem ser boas ou más, verdadeiras ou falsas. Já os nossos antigos pais na fé comparavam a mente humana à mó da azenha que, movida pela água, não se pode parar. Mas o moleiro encarregado da azenha tem possibilidades de decidir se quer moer, nela, trigo ou joio. A mente do homem está sempre em ação e não pode parar de “moer” o que recebe, mas cabe a nós decidir o material que lhe fornecemos (cf. Cassiano o Romano, Carta a Leôncio Igumeno).

Gostaria que esta mensagem pudesse chegar como um encorajamento a todos aqueles que diariamente, seja no âmbito profissional seja nas relações pessoais, tantas informações para oferecer um pão fragrante e bom a quantos se alimentam dos frutos da sua comunicação. A todos quero exortar a uma comunicação construtiva, que, rejeitando os preconceitos contra o outro, promova uma cultura do encontro por meio da qual se possa aprender a olhar, com convicta confiança, a realidade.

Creio que há necessidade de romper o círculo vicioso da angústia e deter a espiral do medo, resultante do hábito de se fixar a atenção nas “notícias más” (guerras, terrorismo, escândalos e todo o tipo de falimento nas vicissitudes humanas). Não se trata, naturalmente, de promover desinformação onde seja ignorado o drama do sofrimento, nem de cair num otimismo ingênuo que não se deixe tocar pelo escândalo do mal. Antes, pelo contrário, queria que todos procurássemos ultrapassar aquele sentimento de mau-humor e resignação que muitas vezes se apodera de nós, lançando-nos na apatia, gerando medos ou a impressão de não ser possível pôr limites ao mal. Aliás, num sistema comunicador onde vigora a lógica de que uma notícia boa não desperta a atenção, e por conseguinte não é uma notícia, e onde o drama do sofrimento e o mistério do mal facilmente são elevados a espetáculo, podemos ser tentados a anestesiar a consciência ou cair no desespero.

Gostaria, pois, de dar a minha contribuição para a busca dum estilo comunicador aberto e criativo, que não se prontifique a conceder papel de protagonista ao mal, mas procure evidenciar as possíveis soluções, inspirando uma abordagem propositiva e responsável nas pessoas a quem se comunica a notícia. A todos queria convidar a oferecer aos homens e mulheres do nosso tempo relatos permeados pela lógica da “boa notícia”.

Assim aplicamos em nossos meios de comunicação de forma mais religiosa, mas com todo o cuidado, pois também podemos cometer erros em nossas divulgações, para termos discernimento nas informações e repassá-las ao povo de forma clara e objetiva.

No dia 21 de Maio, nossa Pascom recebeu o primeiro selo de Pascom Oficial de nossa Diocese, em celebração feita por nosso Bispo, Dom Edmilson, recebemos de sua mão o reconhecimento de nosso trabalho e esforço como Pascom em nosso Santuário. E o nosso trabalho continua como feito até agora, aprendendo a cada dia, trazendo as informações mais importantes para nossa comunidade através de nossos meios de comunicação e também nos modos atuais, como redes sociais (Facebook e Instagram), sempre inovando em nossas formas de levar até você nossos eventos e celebrações importantes.

Nosso trabalho nunca termina e juntamente com a Diocese trabalhamos para levar á você nosso modo inovado e justo de informar e evangelizar ao mesmo tempo, da mesma forma contando com o apoio da comunidade e pastorais de nosso Santuário.

Denis Saviani – PASCOM Santuário

Categories: Em Pauta

Leave A Reply