Bíblia, comunicação de Deus para a nossa Salvação!

0
Setembro – Mês da Bíblia

Graça e Paz a todos paroquianos amigos e devotos de São Judas Tadeu. Já é setembro o mês da bíblia. O mês de setembro, para nós católicos do Brasil é dedicado à Bíblia, isso desde 1971. Mas desde 1947, se comemora o Dia da Bíblia no último domingo de setembro.
Hoje a Bíblia é o único livro que está traduzido em praticamente todas as línguas do mundo e está em quase todas as casas, talvez nem fazemos idéia, mas a Bíblia é o livro mais vendido, distribuído e impresso em toda a história da humanidade. A Igreja nos convida a conhecer mais a fundo a Palavra de Deus, a amá-la cada vez mais e a fazer dela, a cada dia, uma leitura meditada e rezada, assim a escuta da Palavra de Deus forma em nós, a fé. A fé nos leva ao seguimento de Jesus e o que fazer para tornar-nos agradáveis a Deus. Que ela seja para nós caminho seguro e luz para nossa vida. É essencial ao discípulo missionário o contato o amor com a Palavra de Deus para ficar solidamente firmado em Cristo e poder testemunhá-lo no mundo presente, tão necessitado de Sua presença. Desconhecer a Escritura é desconhecer Jesus Cristo e renunciar a anunciá-lo. Se queremos ser discípulos e missionários de Jesus Cristo é indispensável o conhecimento profundo e vivencial da Palavra de Deus. É preciso fundamentar nosso compromisso missionário e toda a nossa vida cristã na rocha da Palavra de Deus. Veja o exemplo de São Judas Tadeu, morreu pela palavra que se vez carne; olhamos para a querida imagem de São Judas Tadeu, lá está eternizada em sua mão a palavra de Deus e, para nós se torna um grande exemplo e testemunho , um incentivo a mais a amar a palavra de Deus.

Nesta palavra, neste livro santo contém as revelações que Deus quis fazer para nós através de nós, isto é, através de pessoas que viveram sua fé e tornaram-se arautos das ações e palavras de Deus.

A Bíblia é a fonte da nossa fé. Para chegar até nós, a Palavra de Deus fez-se “Livro”, da mesma maneira que a Palavra se fez carne em Jesus, para realizar a salvação do homem, exceto no pecado, a Palavra de Deus se tornou “Livros”. Assim sendo, a Bíblia sujeitou-se às condições da linguagem humana, exceto no erro. Ela foi transmitida através de autores humanos, e a inspiração divina não suprimiu nenhum traço pertencente a eles como homens de seu tempo, do seu próprio ambiente, de sua própria cultura. Por isso, muitas vezes não compreendemos, pois nosso modo de falar e de pensar não é o mesmo que o daquele tempo e daquela cultura. Para entendermos a Palavra de Deus, como ocorre nos dias de hoje, é necessário que o trabalho harmonioso e árduo dos exegetas e teólogos, seja sempre abençoado, pois a riqueza da Bíblia não se esgota e o trabalho deles não se acaba, pois eles se esforçam para que a Palavra de Deus seja um elo de unidade para nós católicos, uma vez que não podemos interpretar a Bíblia de acordo como nossa cabeça.

“A Bíblia contém tudo aquilo que Deus quis nos comunicar em relação à nossa salvação. Jesus é o centro e o coração da Sagrada Escritura. Em Jesus se cumprem todas as promessas feitas no Antigo Testamento para o povo de Deus.

Ao lê-la, não devemos nos esquecer de que Cristo é o ápice da revelação de Deus. Ele é a Palavra viva de Deus. Todas as palavras da Sagrada Escritura têm seu sentido definitivo n’Ele, porque é no mistério de Sua Morte e Ressurreição que o plano de Deus Pai para a nossa salvação se cumpre plenamente”.

Que a palavra de Deus ilumine nossa ação e nosso caminhar.

Bênção a todos!

São Judas Tadeu Rogai por nós!

Pe. Welson O. Nogueira – Pároco e Reitor

Categories: Em Pauta

Leave A Reply